Viciados em Carne

Quando a gente pensa que já refletiu tudo, sempre tem um item a mais.

Esses dias me dei conta de algo curioso, e também triste, sobre “nossa” humanidade. Quando comecei no veganismo, acreditava que a “briga” para “convencer” as pessoas a mudar de dieta era algo racional, era uma informação que as pessoas quando ficassem sabendo, mudariam de opinião. Porém não demorou muito percebi que vídeos de animais sendo mortos não fazia muito efeito em muitas pessoas.

Depois comecei a perceber que havia uma guerra de argumentos, muitos dos quais eu como um vegano louco comecei a maquinar milhares de contra-respostas, umas melhores do que as outras, que cercariam os seres matadores de animais e os deixariam sem saída, e por fim se tornariam veganos.

Bom, esta segunda etapa ficou clara ser um equívoco logo ao perceber que muitos ovo-lacto relutam em se tornar veganos. E se até as pessoas que teoricamente estão abertas ao veganismo também dificultam, ficou claro que o buraco era mais embaixo e que imaginar um carnívoro se tornar vegano seria um pouco mais trabalhoso.

Porém esses dias descobri algo mais interessante, tristemente interessante. Um fato que não queria saber, mas que é cruel e que todos sofremos. Somos seres “viciados”. Todo ser humano tem um vício. A fama de viciado é em geral atribuída aos usuários de drogas, mas na realidade é um sintoma geral. Lendo um livro sobre crudivorismo a autora dizia que as pessoas são viciadas em comida cozida. E eu achei na primeira vez que li que “era a opinião da autora, que eu certamente discordava, e que eu poderia parar de comer comida cozida bastando querer”. O importante disso é perceber que eu discordei da autora. Achei que ela estava exagerando. E de fato não nos sentimos viciados nas coisas. Temos a ideia de que somos normais, sem vícios, e que vício é coisa de drogado.

Pois bem, introduzida a reflexão sobre não nos sentirmos viciados, falo então da minha triste percepção que tive sobre pessoas viciadas em carne.

Quando nós argumentamos que a carne vem de um animal que sofre, pensamos que aquele que ouve sente algo pelo animal, mas a verdade é que ele não sente. Por mais que diga sentir ele não sente.

Porque se ele sentisse, ele deveria lembrar disso na hora em que ele tivesse uma razão para parar de comer carne. Mas isso não acontece. As pessoas mesmo quando tem razão para não comer carne, continuam comendo, e isso inclui que muitas vão morrer sabendo que tem que parar com isso.

Pois é. É este o triste fato que me levou a perceber que “carnívoros” não são seres racionais.

Se as pessoas tivessem o mínimo de consideração por si mesmos ou pelos outros que o cercam, quando tivessem uma razão para proteger os outros e a si mesmos, protegeriam.

Mas a verdade é que esse dia vi com outros olhos uma cena corriqueira que assisti a vida toda, porém agora meu olhar vegano me despertou para uma nova realidade.

Estava com amigos e um deles está mal de saúde e o médico mandou parar com a carne. Ele na verdade estava contando para os amigos e eu nem estava na história por isso entendo que não houve intenção de me machucar. Foi apenas um velho relato que ouvimos a vida toda de pessoas que não vão fazer o que o médico diz.

Porém o assunto era a bendita, ou maldita, carne.

Se as pessoas comessem por causa da proteína, elas parariam de comer quando soubessem que aquele alimento está fazendo mal.

Se elas sofressem por comer um animal, se elas estivessem em contradição consigo mesmas, comendo sem querer comer, quando um médico dissesse que elas precisam parar, elas parariam na mesma hora, aliviadas.

Se elas desconhecessem o veganismo e as pessoas que vivem sem carne, se nunca tivessem ouvido falar de direito dos animais, por ignorância talvez negligenciassem toda a história por trás da carne e quem sabe comesse carne mesmo com um médico dizendo que não, porém não era o caso, esta pessoa que conto este fato me conhece bem, sabe bem do veganismo.

Em outras palavras, isto tudo que disse é apenas para mostrar que o nível de cegueira é gigantesco e que não há interesse nenhum sequer em proteger a si mesmo ou um animal que seja. A pessoa vai comer carne mesmo sabendo que é um animal senciente, sabendo que causará sofrimento, sabendo que fará mal a si mesmo. Alguns chamarão isso de psicose por ter as emoções todas atrofiadas, outros de suicídio inconsciente ou sadismo pelo fato de a pessoa sentir prazer em experimentar algo que lhes faz mal. Porém não sei exatamente o que pensar sobre isso.

Em geral eu tento sempre abordar o lado positivo, falar que apesar de tudo o veganismo continua crescendo. E isso é fato. Porém a mensagem que quero deixar é que as pessoas estão viciadas em carne. É importante sabermos disso.

Dizer com argumentos, com imagens e com sei lá o que mais não faz um viciado em drogas deixar de se drogar. Ele vai até o fim.

Talvez isso faça algumas pessoas sentirem-se impotentes, talvez alguns pensem: “se eles são viciados não há o que fazer”.

Por um lado isso é verdade, algumas pessoas que cresceram achando que comer carne é normal infelizmente vão morrer pensando isso. Por outro lado é bom sabermos quem são as pessoas que estão na nossa frente. É importante saber que a discussão da alimentação pode ter uma aparente racionalidade, mas que os contra-argumentos por mais que pareçam ser “desafiadores”, eles tem na sua base uma total irracionalidade de alguém que, ao contrário do que parece, esta dominado pela carne e não tem mais controle sobre o que diz ou faz. Alias, todos temos esse controle, mas que as discussões não estão no nível do controle. Estão num nível mais baixo.

Um viciado não conversa, as palavras são apenas uma busca desenfreada por argumentos que liberem sua consciência, e se houver mil razões contra ele estará sempre procurando mil e uma razões para dizer o oposto. E no campo da imaginação não há limites para os pensamentos, não há um ponto final que encerre um discussão seja ela qual for quando ele está no nível das idéias.

E o que me entristece hoje é justamente perceber que uma pessoa que sabe que não precisa de proteína da carne, sabe que a carne é um animal que sofre, sabe que sua saúde está prejudicada por conta daquilo e esta pessoa em sã consciência não consegue ser mais forte que isso e ainda por cima ri das recomendações médicas.

Por fim gostaria de lembrar a todos que o veganismo continua crescendo. E que nossa força está na nossa prática diária. Tem uma frase que diz que “O mestre não ensinando, ensina”. E creio que é isso que o vegano faz. Mesmo quando ele não fala para ninguém que é vegano e leva sua vida sem abrir a boca, ele já está veganizando tudo ao seu redor e este é o argumento mais poderoso que temos em nossas mãos.

Go vegan!

Por Beto de Planeta Ideal

Anúncios

4 responses to this post.

  1. Posted by Bruno Frohlich on 27/12/2014 at 9:17 AM

    vamos continuar nessa estratégia, sem falacias, mentiras ou meias verdades, se daki 50 anos nada mudar a gnt muda a estratégia…

    Responder

    • A VACA:

      A VACA QUE NOS CONCEDE SEU LEITE SENTE DOR E GEME COMO QUALQUER SOFREDOR.
      PORQUE DEPOIS DE VELHA E CANSADA, É VENDIDA E RETALHADA, PARA QUE O HOMEM, INCONSEQUENTE, POSSA COMER OS PEDAÇOS DE SEU CORPO??? ISTO ESTÁ CERTO?? ?

      Responder

  2. Olha, seu texto tem alguns pontos verdadeiros, Porém, muita gente não sabe o sofrimento que passa o animal, segundo, muita gente acredita precisar de proteína, e algumas comem por prazer. seu texto se aplica a terceira parte, dá pra notar que o veganismo tá crescendo,é um processo lento, mas que com a exposição da crueldade,vai mudar. GOVEGAN

    Responder

    • A VACA:

      A VACA QUE NOS CONCEDE SEU LEITE SENTE DOR E GEME COMO QUALQUER SOFREDOR.
      PORQUE DEPOIS DE VELHA E CANSADA, É VENDIDA E RETALHADA, PARA QUE O HOMEM, INCONSEQUENTE, POSSA COMER OS PEDAÇOS DE SEU CORPO??? ISTO ESTÁ CERTO?? ?

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: