Para que proteger os animais?

Muitas pessoas dizem que não precisamos defender os animais, que devemos fazer algo mais útil, porém devemos proteger os animais sim, por muitas razões, e entre elas vou falar de duas:

1) Animais não-humanos não falam: todo o sofrimento que os animais vem sendo submetidos está sendo sufocado por seus gemidos e na nossa presunção de humanos superiores que fazemos de tudo para abafar seus pequenos gemidos.

2) Por não falarem os animais não humanos tem transmitido pouco ou nada do que aprendem em vida. Eles nascem sem saber que estão em uma fazenda para serem comidos e vivem em total desconhecimento.

E neste momento algumas pessoas julgam que por não falar e por não transmitir a história eles são inferiores.

Que fique bem claro que no passado, como conta a história de Herodes, ele temia por uma profecia que dizia que uma criança iria tomar seu trono. Ele então manda matar todos os recém-nascidos do sexo masculino da cidade.

Muitos recém-nascidos foram mortos. Porém é importante lembrar que eles estavam nas mesmas condições que os animais. Os bebês não falavam e também não estavam em condições para transmitir sua história a ponto de revidar esta perseguição. Isto não os fazia inferiores. E neste caso as mães deles sim que lutaram pela vida dos mesmos.

Hoje um ser humano terá sua vida defendida em qualquer situação. Seja ele saudável, doente, criança, com alguma necessidade especial, ainda que incapaz de raciocinar, ainda que em coma, ainda que com diagnóstico médico de apenas mais uma semana de vida. Todos serão bem tratados e defendidos em caso de ofensa moral ou física.

Por outro lado, bezerros saudáveis serão usados em rodeio para diversão humana, cachorros saudáveis serão usados laboratórios, coelhos comerão produtos químicos e tóxicos para determinar os efeitos de tal substância, e ninguém os defenderá ou achará ruim. Ou melhor, um protetor dos animais sempre defenderá. Mas na televisão passará apenas cenas do rodeio sem nem comentar sobre os direitos dos animais. E venderá seus ingressos na internet e as “esporas” estarão inclusive nas letras do Vitor e Leo fazendo poesia da dor de um coração ferido, mas nenhuma relação ao mal causado aos animais.

“Luz, Paixão, Rodeio, pé na estrada céu azul, azul é rodeio
Esporas que não ferem, não rodam nessa história de amor”

Música “Luz, Paixão, Rodeio” Vitor e Leo

A questão hoje não é mais “tratar bem” os animais, a questão é mudar essa concepção do que é ou não normal, certo, correto, use a palavra que quiser. Se uma pessoa em fica em coma ela vira filme de cinema e causa comoção nacional, é algo bonito que deve ser mostrado. O drama humano entre matar ou não um ser humano. Assista “Menina de Ouro” que fala de uma lutadora que perde todos os movimentos do corpo e fica lá mexendo com nossas emoções sobre a delicadeza da vida e seus dilemas. Porém, ao contrário, quando um bezerro assustado correndo em uma arena e que morre com o pescoço quebrado em um rodeio é totalmente normal. Não vira filme, não é dilema, não é nada. É apenas uma nota de rodapé na história dos rodeios e que não interfere em nada no que já vem sendo feito.

Bezerro Morto em Barretos (2011)

Bezerro Morto em Barretos (2011)

A sociedade tem considerado normal um comportamento mórbido e por vezes psicótico.

Não somos mais crianças, não estamos mais como na época da escravidão que discutiam se negros tinham alma ou não, estamos em 2012 e no mês de abril deste ano a maior equipe de neurociências do planeta divulgou com base nas análises cerebrais que os animais tem consciência, que eles sofrem, sentem medo e que falar disso não é  mais uma filosofia.
(http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/grupo-de-neurocientistas-admite-que-animais-nao-humanos-tambem-tem-consciencia)

As pessoas podem insistir em continuar atribuindo “idiotices” aos animais por conta própria, mas agora esta visão de inferioridade não tem mais respaldo no conhecimento humano. Todas as pessoas “sempre souberam” que seus animais de casa como gatos, cachorros e pássaros pensam e tem emoções e sofrem.

Muitas pessoas também adoram ficar horas discutindo que não é possível ser vegetariano porque vão ter carência de ferro, proteína, cálcio e sei lá mais o que. Elas teoricamente querem dizer “somos obrigados a comer porque senão ficaremos doentes”. Mas buraco é mais embaixo. Se fosse a questão da “obrigação” o que diríamos dos testes para cosméticos em animais? Ninguém vai morrer se ficar sem batom ou desodorante e mesmo assim os testes com animais são feitos. E nesta hora surgem as piadinhas típicas mórbidas dizendo que “uma mulher não vive sem batom”. Essa piada é duplamente mórbida, uma porque brinca com seres vivos que nada tem a ver com o batom de um ser humano, segundo porque já existem produtos sendo vendidos sem testes o que mostra a má vontade em mudar o atual cenário de testes.

Os animais estão sendo tratados com inferioridade sim. Não precisamos ir muito longe para saber de uma pessoa com diabetes ou com problemas cardiovasculares quando vão ao médico tem como recomendação diminuir a carne. E esta pessoa com recomendação médica, científica, com a própria saúde em risco nem liga para o médico e ainda faz piada sobre o assunto. Se a questão realmente fosse a “obrigação”, o medo da desnutrição isso não aconteceria. A quantidade de animais no prato do ser humano está acima da necessidade e todo nutricionista e nutrólogo já sabe disso. E numa sociedade em estado de superioridade e dominação animal já está decidido continuar utilizando tais seres como objetos, como inferiores custe o que custar.

Porém, agora é na hora de repensar o horizonte de formas como nós os temos tratado vacas, porcos, galinhas, bezerros, ratos, pombos, etc, e rediscutir o que faremos diante desta nova realidade.

É isso

Por Beto do Planeta Ideal

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: