Direitos Animais: Bem Estar ou Abolicionismo?

Existem duas frentes predominantes sobre direitos animais. Uma defende o bem estar e outra o abolicionismo. O que isso quer dizer?

O bem estar animal defende que precisamos tratar bem os animais, e em relação aos animais de pesquisa, de esportes, de alimentação, precisamos tratar bem uma vez que vamos causar sofrimento ou morte.

O abolicionismo defende que não temos o direito de possuir outros seres vivos, não os podemos tratar como propriedade nem os explorar para fins humanos.

Na época da escravidão os brancos se perguntavam se negros possuíam

Na época da escravidão os brancos se perguntavam se negros possuíam “alma”

A crítica ao bem-estar animal é simples: assim como não existe estupro humanitário, não existe o abate de um animal humanitário. O bem estar animal é inviável economicamente pois dar ao animal o direito ter uma vida como ela seria na natureza com mais espaço causa problemas no tamanho dos terrenos das empresas, a alimentação natural não engorda o animal o suficiente para a venda, animais na natureza não tomam hormônios, animais na natureza tem uma taxa de mortalidade maior que quando criados em habitats artificiais longe de seus parentes naturais, animais em estado natural convivem em família e isto atrapalha a logística de produção das empresas.

Além do mais os próprios cientistas se deram conta que “ratos” não simulam um ser humano, os nutricionistas notaram que não precisamos de alimentos de origem animal na dieta alimentar, os ambientalistas notaram que a produção de animais em grande escala polui mais do contribui com o planeta, os médicos já se deram conta que a saúde está hoje prejudicada em larga escala devido aos produtos de origem animal.

Na morte

Na morte “humanitária” de um animal o ser que permanece feliz é aquele que mata

E, por fim, o bom senso nos mostra que estamos prontos para superar nosso apego ao “comodismo” de manter tudo como está e, ao invés disso, nos tornarmos seres que tem como base da felicidade a capacidade de se colocar no lugar dos outros, a capacidade de buscar uma ética que nos capacite à uma vida de satisfação e contentamento não mais baseada no prazer predatório, mas diferente disso, basear-se na consciência de que somos todos parte de um sistema interligado que precisa da contribuição de todos ao invés da exploração.

Neste caminho estamos mudando a ideia de que, por estarmos mais conscientes de nossas ações, não temos o direito de explorar os mais fragilizados e sim o dever de protegê-los.

É isso aí

Go Vegan

Anúncios

2 responses to this post.

  1. Me parece que o conceito de Direitos Animais pressupõe a noção de que os animais seriam detentores de direitos fundamentais, de modo que o bem-estarismo nem pode ser colocado como uma corrente da defesa dos Direitos Animais..
    quando se fala em leis bem-estaristas, fala-se em Direitos dos Animais, um termo jurídico que se refere aos direitos que nós, humanos, damos aos animais não-humanos

    Responder

  2. Posted by Maria Jose Ulm on 04/01/2013 at 10:32 PM

    Precisamos manter o foco, não desviar nossa força e energia combatendo um falso inimigo. A Luta pela Abolição Animal é uma luta árdua, dificil e urgentíssima. Se não podemos lutar juntos, que lutemos nossas diferentes batalhas, mas jamais contra nós mesmos. A causa animal é tão urgente e desesperadora que desperdiçar energia combatendo quem quer o mesmo fim só que por meios diferentes é cruel!
    A Abolição da escravatura também foi alcançada por etapas. Se é certo ou errado eu não sei, só sei que me coloco na situação de um animal na linha de produção e penso: Se não podem me libertar imediatamente, que aliviem meu sofrimento e impeçam a minha tortura. A libertação total virá, e pra isso eu dedico a minha vida, mas não podemos esquecer dos que não conseguiremos libertar, mas conseguiremos evitar que sejam torturados antes de serem mortos.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: