“A vida de um ser humano vale mais que a de um animal”

“A vida de um ser humano vale mais que a de um animal”

Foi essa frase que li num lugar bastante inusitado. Estava estudando em um livro sobre Segurança no Trabalho. Falava sobre normas técnicas e tudo mais no trabalho. Para não deixar o ensino difícil os autores contaram uma história. Então uma parte dessa história era um acidente numa empresa e num certo momento as pessoas precisavam entrar em uma sala que poderia estar contaminada com gás tóxico. Uma das pessoas que estava na empresa possuía um ratinho de estimação. Depois de alguma discussão por fim decidiu-se lançar o ratinho na tal sala e ver o que acontecia. O animalzinho acaba morrendo e a conclusão sobre porque usar o animal é a frase que citei no início do texto.

Animais Vs Humanos

É realmente difícil uma situação em que alguma pessoa precisa se arriscar. E em geral não demora muito para escolhermos usar animais para preservar nossa pele. E esta escolha não é insana. Ela tem uma série de questionamentos éticos e morais. Mas acima de tudo, não importa o que o ser humano decida, a frase acima está totalmente equivocada.

A começar que os seres humanos são animais. A frase opõe humanos aos animais. Em princípio nos acostumamos a chamar os animais não-humanos de “animais” e considerar a nós mesmos como algo superior. Algo tão superior que nem lembramos mais que somos animais. Esquecemos que assim como um cachorro, uma vaca, um cavalo, nós partilhamos órgãos de reprodução, digestão, temos cérebro, etc. Somos inclusive 98% de genética idêntica à um chimpanzé. Eu sei que para muitos é uma ofensa aceitar este fato, mas é um fato.

Em segundo lugar é preciso ver que esta classificação de “quem vale mais” é confusa. Mesmo as pessoas que aceitam de bom grado que animais são inferiores e que devem ser usados em experiências científicas, mesmo elas com seus preconceitos tem dificuldades em avaliar entre o que vale mais: um ser humano corrupto e desumano ou um animal de resgate que foi treinado para salvar vidas? Porém, mesmo com esta dificuldade, esta comparação permanece ainda absurda.

Quem convive com animais sabe bem do que estou falando. Eles não são “computadores regidos por instintos”. Animais não humanos são diferentes de nós, mas são seres com personalidade, individualidade, gostos igual qualquer ser humano.

Algumas pessoas se frustram com os humanos diante do egoísmo, da maldade humana e por vezes acabam gostando mais de animais não humanos que de humanos. Este ponto de vista, também equivocado, tenta generalizar todas as pessoas num indivíduo só. Podemos ir além disso. Podemos entender a nós mesmos e desenvolver a capacidade de estar bem entre os humanos.

Não é possível pensar em uma balança que diz qual vida vale mais. A vida tem o mesmo valor em qualquer ser existente no universo. A vida é sempre um milagre, algo fantástico, um enigma do cosmos.

Animais são amigos

Precisamos aprofundar nosso pensamento sobre quem somos, sobre quem são estes “animais”. Mudar nosso olhar, mudar nossas justificativas para o que fazemos com eles e acima de tudo mudar o que nos habituamos a fazer. Nossos maiores preconceitos contra os animais vieram de milênios de história irrefletida que já não tem mais sentido perpetuar.

Os animais não humanos e animais humanos são parte de um mesmo universo de seres vivos, o valor de suas vidas são igualmente incalculáveis. Não precisamos arrumar justificativas para desmerecer outros seres. Podemos amadurecer e reconhecer a importância deles. E aprender a respeitar estas vidas.

Isso por hora talvez seja algo difícil de imaginar para muitos. Mas já chegou o momento de nos responsabilizarmos pelo mal que causamos a cada ser vivo quando provocamos sofrimento ou os matamos. Responsabilidade é dar valor, é sair do comodismo, é procurar de todo modo praticar o bem a todo momento. Não é mais hora de buscar justificativas, desculpas esfarrapadas enrustidas, para amenizar a culpa do mal que provocamos com nossas atitudes. Nem arrumar justificativas para nos manter no comodismo. Era mais cômodo manter o mundo com escravos, mas havia uma evidência gritante de que perpetuar esta prática é errado. E agora estamos no momento de rever a nossa perpetuação da pretensa “superioridade” humana em relação aos “animais”.

É uma escolha: fechar os olhos ou despertar!

Anúncios

9 responses to this post.

  1. Posted by Somos todos um! on 20/10/2013 at 8:28 PM

    Nossa, eu sempre pensei isso mas nunca consegui expressar em palavras! Você tirou as palavras da minha boca! O único problema é que como os animais estão em desvantagem eu defendo a causa dos animais porque também dependemos deles se quisermos viver uma vida plena! Se o ser humano fosse um pouco menos egoísta e percebesse que somos todos iguais e não seres “superiores” como o próprio homem nos ensina, o que é totalmente errado.

    Responder

  2. Posted by Reginaldo on 20/11/2013 at 10:01 AM

    Os animais possuem alma e carne, os anjos possuem Espírito eo ser humano possui alma carne e espirito so lembrando o espirito e eterno e a alma não para e pense um pouco.

    Responder

    • Posted by Feh on 15/01/2015 at 3:12 PM

      O que você quer dizer, é que mesmo assim, prezar a vida de um animal não serve para nada?
      Jesus ressuscitou um passarinho. Se animais fossem insignificantes aos olhos de Deus ele com toda certeza teria passado direto pelo passaro.

      Além disso, a Bíblia diz que os filhos de Deus têm responsabilidades para com os animais: “o justo atenta para a vida dos seus animais, mas o coração dos perversos é cruel” Provérbios 12:10.

      “Se encontrares desgarrado o boi do teu inimigo ou o seu jumento, lho conduzirás. Se vires prostrado debaixo da sua cerca o jumento daquele que te aborrece, não o abandonarás, mas ajudá-lo-ás a erguê-lo” Êxodo 23:4 e 5.

      “Não se vendem cinco pardais por dois asses? Entretanto, nenhum deles está em esquecimento diante de Deus” Lucas 12:6.

      Animais sentem medo, calor, dor frio, carinho afeto e tudo aquilo que organismos vivos sentem. O dever do ser humano é cuidar dos animais.

      Todos os seres viventes são criações do divino, acha que ele não teria piedade? Ou você dúvida da capacidade de Deus em entender um ser sem espiritualidade?
      Existem tantas coisas na terra que o homem desconhece. a Biblia também foi escrita por homens. Homens ungidos por Deus, mas que tinha suas próprias preocupações e dúvidas da época. Existem coisas a respeito de Deus que jamais foram reveladas a homem algum.

      Vai de você ser ignorante por conta de uma visão reta a respeito do que lê na biblia (interpretar frases ao pé da letra e transformar Deus em um tirano) ou adquirir uma visão holística e se tornar um espirito melhor.

      Responder

      • Posted by thiago on 22/05/2016 at 2:16 AM

        Jesus tirou demônios e atirou em porcos. Mandou sacrificar um cordeiro no lugar de um humano. Vc esta blasfemando. Seu herege!

  3. Posted by Somos todos um! on 24/11/2013 at 4:47 PM

    E quem disse isso para você Reginaldo? Que o animal é alma e carne e o ser humano alma, carne e espírito? O próprio homem??? Liberte a sua mente, pelo amor de Deus! O ser humano diz muitas coisas para continuar com seu lucro e a vida confortável que leva! Pare de ser enganado! Não somos nada em comparação com o Universo e ainda sim, nos comportamos como se tudo girasse em torno do nosso próprio umbigo!

    Responder

  4. Posted by Alessandro on 20/05/2014 at 12:19 PM

    Para os cristãos, está escrito em Mateus 12:11-12
    “Qual de vós será o homem que, tendo uma ovelha, e, num sábado, esta cair em um buraco, não fará todo o esforço para retirá-la de lá? Assim sendo, quanto mais vale uma pessoa do que uma ovelha! Por isso, é lícito fazer o bem no sábado”

    Ou seja, para o Filho de Deus encarnado uma pessoa vale mais que um animal.

    Eu respeito quem faz a opção pessoal pelo veganismo, mas isso é só uma opção pessoal, não faz de quem a segue melhor que os outros!

    Quanto aos fatos alegados, podem ser contestados:

    1. Pelo ambiente
    A pecuária gasta muita água e gera desmatamento. É verdade, mas isso pode ser resolvido, na verdade a agricultura em grande escala também! O problema é gerar alimentos para bilhões de pessoas, o jeito mais sustentável seria a Integração Lavoura Pecuária, isso significa fazer rodízios com plantações e criações de gado, é mais eficiente a produção e o impacto ambiental é bem menor.

    Além disso, a atividade humana que mais gasta água é a fabricação de papel – tanto que é proibido na União Européia e muitos países do mundo, se estão preocupados com o meio ambiente eu recomendo economizar papel.

    2. Pela saúde
    Os especialistas não chegam em um consenso que a dieta vegetariana estrita é mais saudável, se a Associação Americana apóia essa ideia a segundo a Canadense a carne é necessária, e por aí vai.

    Só há 2 fatos que são consenso: 1. Somos onívoros por natureza. 2. Uma dieta balanceada, com controle de nutrientes que é o mais saudável. Isso explica porque muitos vegetarianos são saudáveis pois ao fazer a transição costumam procurar especialistas e se informar sobre a alimentação.

    3. Pela sociedade
    Matadouros e fazendas costumam ser péssimos patrões. O problema está na cultura brasileira de exploração, nas zonas rurais há pouca informação e fiscalização do MT e isso que precisa ser combatido, caso o contrário os donos de fazendas e capatazes vão plantar soja (ou qualquer outra cultura) e continuar a explorar os peões.

    4. Pelos animais
    Conceitos como escravidão, liberdade, qualidade de vida são invenções humanas, os outros animais não tem filosofia para discutir esses valores, então não se importam com eles.
    Quanto aos maus-tratos, é preciso lembrar que No Brasil há predomínio do chamado “gado verde” que é criado solto e não sofre tanto, esse tipo de gado é muito valorizado no mundo e por isso é economicamente viável. Se nos EUA ou outro país cria gado confinado, é só não comprar carne de lá.

    5. A questão ética
    Cada pessoa possui seu próprio código de ética, cujas referências devem ser a lei, a moral e os costumes. Se nenhum dos 03 proíbe comer carne de animais, logo uma pessoa pode considerar ético fazer isso.
    Afinal, quem pode definir o que é ético para todo mundo, os veganos?

    Responder

    • Posted by Feh on 15/01/2015 at 4:07 PM

      “Qual de vós será o homem que, tendo uma ovelha, e, num sábado, esta cair em um buraco, não fará todo o esforço para retirá-la de lá? Assim sendo, quanto mais vale uma pessoa do que uma ovelha! Por isso, é lícito fazer o bem no sábado”

      Jesus obviamente tinha que usar o raciocínio da época para que as pessoas pudessem entender. Naquela época muito mais que hoje, os animais eram vistos como bens materiais e objetos, e Jesus faz uma comparação entre o homem e a ovelha. “Assim sendo, quanto mais vale uma pessoa do que uma ovelha! Por isso, é lícito fazer o bem no sábado”, se um ser considera-se melhor que a ovelha, e a ovelha era apenas um objeto, porque não ajudar um homem no sábado?

      “Porque o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos animais, e lhes sucede a mesma coisa; como morre um, assim morre o outro; e todos têm o mesmo fôlego, e a vantagem dos homens sobre os animais não é nenhuma, porque todos são vaidade.” Eclesiastes 3:19

      Eu não compreendi onde você quer chegar nos pontos 1,2 e 3 eu entendi o que você quis dizer, mas o que isso teria haver com o contexto?

      Sugiro que você leia isso aqui: http://colunas.revistaepoca.globo.com/planeta/2013/05/03/e-possivel-abater-um-animal-de-forma-humanizada/

      “4. Pelos animais
      Conceitos como escravidão, liberdade, qualidade de vida são invenções humanas, os outros animais não tem filosofia para discutir esses valores, então não se importam com eles.”

      Isso é uma justificativa para não sem importar com o sofrimento animal?
      Bom, o dever do homem era cuidar da criação divina de Deus, ou você nunca leu gênesis? O homem desrespeitou Deus e por isso seu direito sobre os animais foi retirado.

      “5. A questão ética
      Cada pessoa possui seu próprio código de ética, cujas referências devem ser a lei, a moral e os costumes. Se nenhum dos 03 proíbe comer carne de animais, logo uma pessoa pode considerar ético fazer isso.
      Afinal, quem pode definir o que é ético para todo mundo, os veganos?”

      Isso ai até que eu concordo, mas existem carnes e carnes.

      Mas a questão não é só comer a carne, é utilizar os animais para suprir uma industria de vaidade e gula sem limites. Se fosse só comer carne, e de uma forma não cruel (e existe sim, eu te mandei o link), muitas pessoas não seriam contra. Mas as pessoas não querem só “comer carne” elas querem uma carne brutalmente amaciada de um filhote afastado da mãe (vitela e baby beef), elas querem o delicioso figado inchado de um pato ou ganso que foi super alimentado por um tubo em uma gaiola durante toda a sua vida (foie grass), elas querem a barbatana de um tubarão capturado com uma isca viva (Geralmente um cachorro com ganchos na boca), querem animais vivos, como o balut, o Ikizukuri o Sannakji, e tudo isso apenas para mostrar o quanto são economicamente superiores ou apenas pelo egoísmo do sabor.
      O buraco é bem mais fundo.
      Mas a industria não se preocupa em amenizar, ela quer lucrar.
      E as pessoas preferem não pesquisar sobre isso pq não querem sair de suas zonas de conforto, são egoístas demais para isso e procuram desculpas esfarrapadas para
      não tratar esse problema como uma coisa seria. É um buraco cavado há muito tempo e que não importa se ficou fundo demais, porque já virou costume continuar cavando.

      Mesmo não concordando com tudo o que falei e ainda se achando o “grande macaco superior”, você acha justo a realização de testes em animais? Tanto para cosméticos quanto para “avanços científicos”, levando em consideração que existem muitas outras alternativas para isso? Pense bem.

      “A todo aquele que derramar sangue, tanto homem como animal, pedirei contas; a cada um pedirei contas da vida do seu próximo.” Gênesis 9:5

      Responder

    • Posted by Misse on 29/06/2016 at 12:20 AM

      Só queria fazer uma observação sobre uma parte de sua fala. Não entrarei no mérito de discutir o que é certo ou errado aqui porque, de certo modo, todos nós devemos saber isso.
      Apenas sobre essa parte: “Só há 2 fatos que são consenso: 1. Somos onívoros por natureza.”
      O ser humano não é onívoro por natureza, na verdade o ser humano nos primórdios, antes de desenvolver habilidade de caça e ferramentas para isso apenas se alimentava de raizes e plantas. Nós fomos acostumados a comer carne, mas não precisamos dela. Pra ser sincero, comer carne é como colocar ‘óleo diesel num motor a gasolina’… vai funcionar? Sim, mas não plenamente!
      Se você ler lá no genesis diz que a nós foram dados todas as raizes e ervas para comer, mas isso antes do pecado. Na época de Cristo a carne dos outros animais foi usada e os peixes também, mas tem muito mais a ver com o contexto histórico e regional do povo daquele tempo.
      Comer carne não é pecado, mas a crueldade com a qual os animais são tratados no abate deve ser combatida. Quem é vegetariano não é melhor do que quem come carne e nem vice-versa, ninguém é melhor que ninguém de nós aqui, mas eu optei por não comer mais carne pelo bem dos animais principalmente e também por uma vida mais saudável…
      Não pense que os animais são irracionais, eles não são. Tem muitas coisas que não sabemos sobre os seres que dividem morada conosco…

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: